O Carnaval do PT

carnaval-verdadeiro-500x408
Deputado Federal Carlos Manato: " Terceirizar significa ampliar nossa competitividade no mercado mundial e, consequentemente, a abertura e manutenção de postos de trabalho".

Deputado Federal Carlos Manato-Presidente do Solidariedade/ES

Com a chegada do Carnaval, surge também o bordão ” Estamos comemorando à beira do caos”, que tem sido a chamada de inúmeras postagens nas redes sociais. A magia das festas de momo parece anestesiar qualquer mal na alma dos brasileiros. Num dos piores anos já vividos pela nossa jovem democracia, onde nunca na história desse país, a moeda tenha tão absurdamente se desvalorizado e tantos escândalos tomado conta de nossa política, o povo ainda estampa a alegria de ser brasileiro.

Não temos saúde, nem equilíbrio na economia, retrocedemos nossa qualidade de vida em função da desvalorização da moeda, não temos emprego e… não temos segurança também!  Onde será que Lula e Dilma celebrarão o carnaval? Na ilha de Angra, no sítio de Atibaia ou no triplex do Guarujá? Onde quer que os novos (muito) ricos do PT escolherem para se esbaldar no feriado com suas famílias, uma coisa é certa: estarão cercados por seguranças pagos com o dinheiro da população.

Os índices alarmantes de violência assolam a imagem do Brasil mundo afora. Mas nem é o mais grave na escala de temores dos brasileiros. No país que tem mais de 50 mil homicídios por ano, a violência está apenas em quarto ou quinto lugar no ranking dos maiores problemas, segundo a população. Isso dá conta de uma outra violência, a moral e ética, representada pelo PT.

Segundo o Datafolha, a corrupção é apontada como o maior problema do Brasil por 34% dos entrevistados. Na sequência, mas bem abaixo, vem a saúde, com 16% — e olhem que a população pobre é verdadeiramente torturada nas filas dos hospitais públicos.

O desemprego, que também caminha célere, vem em terceiro, com 10%. A lastimável educação brasileira fica com 8%, empatada com violência/segurança.

De algum modo, os brasileiros começam a se dar conta de que o país é um açougue de carne humana, maltratada nos pardieiros que passam por hospitais e escolas, porque larápios se ocupam de assaltar o estado, em vez de pôr o bem público a serviço do público.

O PT conseguiu, não é mesmo? É claro que os companheiros vão dizer que assim é porque os governos petistas investigam mais do que os outros. Bem, dada a dimensão dos escândalos que estão aí, seu alcance e seu enraizamento, parece evidente que assim é porque se rouba em proporções também inéditas.

Nunca antes na história “destepaís”.